quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Grupo América Holding foi comprado por R$ 400 milhões

O empresário paulista Rodrigo Padilha, adquiriu o Grupo América Holding. Em entrevista a Folha Bus,desta quarta-feira (26),Rodrigo confirmou a transação, que incluiu 11 empresas que foram o grupo , além de 23 garagens. O empresário não quis confirmar o valor da transação, mas disse que foi de aproximadamente R$ 400 milhões. A nova administração assume o comando na próxima quarta-feira (1º).

Conforme o empresário, os últimos detalhes da negociação foram definidos no domingo.Rodrigo informou que, apenas os últimos detalhes estão sendo definidos. Por haver um contrato de confidencialidade entre as partes, alguns detalhes da compra não podem ser divulgados, entre os itens, está o valor exato pela qual foi vendido o grupo.

Com relação às dívidas da empresa , cujo passivo gira em torno dos R$ 100 milhões,Rodrigo explicou que elas são referentes mais as “despesas correntes da companhia”. “Nesse valor estão englobados o Fundo de Garantia dos funcionários e férias proporcionais. O restante é pequenas contas, mas são coisas menores”, explicou.

O empresário afirmou que o nome América Holding podera ser mantido. Segundo ele, a manutenção do nome é uma forma de prestigiar a história da companhia e dos fundadores. “Não comprei um monte de ônibus e, sim, um grupo com um nome firme e bem conceituado.O grupo América Holding é praticamente uma instituição do Brasil. Nós gostamos do nome, ele é forte e representa a honradez e duas famílias que construíram essa empresa.”

Questionado sobre possíveis demissões, descartou qualquer grande movimentação de pessoal. Ele declarou que o novo grupo gestor fará um “ajuste fino” e os funcionários não precisam ficar preocupados. “Vamos mexer mais na gestão de produtividade, na base de custos. Pretendo fazer com que aumente a companhia aumente a produtividade. Na estrutura administrativa e nos ponto de vendas não vamos alterar nada”, afirmou.

O Grupo Columbus Rodrigo Padilha Rodrigues já prevê mudanças nas frotas das empresas novatas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário